Terça-feira, 1 de Maio de 2012

O empresário pró-activo

(Originalmente publicado no Senatus, em 21 de Janeiro 2012)

 

 

De há uns anos a esta parte, e cada vez com mais intensidade, não há dia nenhum em que me livre de ouvir um bitaite sobre as pequenas e médias empresas. De um lado está a necessidade de "apostar" nas PMEs, porque é nas PMEs que está "o futuro" da economia, e porque é nas PMEs que está "a solução" para os níveis incomportáveis de desemprego, e porque cada um pode fazer a sua, desde que devidamente imbuido de algum "dinamismo" e "espírito empreendedor", e mais uma quantidade de convicções que não faltam a nenhum fórum de antena aberta com que, geralmente, me entretenho no trânsito.

 

A expansão desta consciência aumenta na proporção directa da contracção da procura. E por qualquer razão que ainda não agarrei, por ser necessário reduzir as importações e aumentar as exportações, num país sem indústria e sem comida, parece que estas PMEs devem "direcionar-se" para "a ciência", "a tecnologia" e "as comunicações" (excepção feita a um ou outro produto de pastelaria).

 

De tal ordem é o fenómeno que as "iniciativas" se multiplicaram, desde os cursos condensados em horário pós-laboral às licenciaturas, ministradas por uma fartura de académicos no assunto e patentes nos depoimentos de todos os jovens que apanham uma câmara de televisão a jeito. O Ministro da Economia, homem moderno e prudente, muniu-se do respectivo "Secretário de Estado do Empreendedorismo, Competitividade e Inovação", uma cara pouco conhecida dos portugueses mas que, por essa razão, aproveito a oportunidade para divulgar. De acordo com o Portal do Governo, existe. E chama-se Carlos Nuno Oliveira.

 

Há uns dias juntou-se uma gente, supostamente credenciada para o efeito, e chegou-se a um "acordo histórico". Entre outras decisões, negociadas com muitos mexericos que não são para aqui chamados, alterou-se a lei laboral. E a nova lei laboral torna as contratações menos pesadas, porque facilita os despedimentos, flexibiliza os horários de trabalho, e permite aos patrões e aos contratados mais uma série de liberdades que, no fundo, toda a gente tinha por oportunas. Menos o PCP e o Bloco, mas é para isso que eles cá estão.

 

Depois de ter visto uma série de reportagens a mostrar aos portugueses como era penosa a vida das PMEs, lideradas por gente que se desunhava para manter os seus negócios a funcionar, com uma quantidade de famílias a cargo, que eles conheciam e pelas quais se sentiam responsáveis, pensei que a história ficava por aqui e se passava para outro aspecto da nossa tragédia. Mas, como é frequente, enganei-me.

 

Agora, a fazer fé no que dizem os comentadores, os politólogos, os gestores e restantes "opinion makers", é preciso remover esses brutos e substitui-los por gente mais "pró-activa". Depois deste "acordo histórico", os empresários portugueses "já não têm desculpa", e "temos um défice de bons empresários", porque estes "fazem questão de ser chamados doutores", mas são "pouco preparados e pouco inovadores", e "não têm formação" para "enfrentar os desafios empresariais da gestão moderna e competitiva". E também ouvi por aí que "é preciso que fique bem claro que, se a economia portuguesa está como está, a culpa não é muitas vezes dos trabalhadores, mas dos erros e das falhas dos nossos empresários".

 

Estava capaz de jurar que vi ontem o dr. Pires de Lima dizer coisas destas na televisão, mas deve ser impressão minha. Que estes programas passam muito tarde e eu, com o sono, fico muito baralhada.

 

publicado por Margarida Bentes Penedo às 13:52
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Caríssimos, compreendo a V. perplexidade e indigna...
não há p+pachorra para ler um post com tanto palav...
Creio que não tem noção da complexidade da investi...
Ao contrário do que pensava o prof. Cavaco, num di...
É (muito) raro ter alguma coisa a apontar-lhe no q...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter