Terça-feira, 1 de Maio de 2012

Pagar a dívida toda de uma vez?

(Originalmente publicado no Senatus, em 9 de Dezembro 2011)

 

 

Vejamos: podia. Tinha de se encontrar com os credores num local muito ermo e insuspeito, por exemplo, o Estádio dr. Magalhães Pessoa, ou o Teatro D. Maria, ou a A27. Seguia por ali fora, num veículo anónimo, tipo... já sei: de Sachs V5. Mas com atrelado, como aqueles de ir à caça, para levar as malas e os cães. E o dr. Vítor Gaspar, muito cumpridor, de capacete semi-esférico com badanas de napa e um cachecol, para não se constipar.

 

Na parte da frente, acoplada com umas guitas e uns arames, ia instalada uma geringonça como aquelas de levar a fruta, e a drª Ana Gomes escanchada de perna aberta, com muitas meias quentinhas pelo joelho, afim de supervisionar a legitimidade das trocas, garantir que não havia atropelos aos direitos humanos e eram respeitadas todas as convenções internacionais.

 

Em chegando ao local combinado, já lá estava um forte aparato mediático e os jornalistas, no teatro de operações, não perdiam a oportunidade de fazer as suas perguntas sagazes e inconvenientes: "Sr. Ministro, teve frio?" e "Como é que se sente?" e "Quais são as suas primeiras impressões?" Do outro lado viam-se os credores, porque tinham chegado à hora marcada e já estavam à espera ia para duas horas e meia.

 

Tudo parecia correr bem, quando o dr. Vítor Gaspar impunha as suas condições: "Levam a massa, mas também levam estes cãezinhos. Caso contrário, nada feito". Ao ver o Armando Vara, o Santos Silva, o Migamagal, o Silva Pereira, o Jorge Coelho, o Diogo Infante, o Duarte Lima e a drª Ana Gomes, todos açaimados (para não ladrarem "eu estou de consciência tranquila"), presos por uma trela e a fazer xixi a um candeeiro, a srª Merkel recuava, desequilibrava-se e dizia: "Antes prrufrria fazerr um ménage-a-trrois com a Brraga de Macedo e o Carrla Sopeirra Alves" e fugia assarapantada, oscilando para o fundo do campo de visão, tranformando-se num ponto aos gritos.

 

Em estúdio, Mário Crespo rematava: "Foram os comentários possíveis, com a importância que eles têm, muito obrigado, foi um luxo ter-vos conosco." E passava para um "curtíssimo intervalo".

 

publicado por Margarida Bentes Penedo às 13:40
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Como é que se pode afirmar que o vírus do sarampo ...
De facto, o cheiro é fétido, podre. Este rectângul...
Infelizmente, nos dias de hoje, a opinião está a l...
A decisão do Supremo Tribunal alemão foi em 2017. ...
Nunca me fiei em traduções ainda por cima mal trad...

Arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter