Quinta-feira, 19 de Setembro de 2013

O transplante que correu mal

Há dias escrevi umas coisinhas um tanto agrestes sobre o livro de José Gomes Ferreira. Sem renegar nada do que disse, hoje, tendo acabado a leitura, seria mais meigo: que o homem fala com desassombro dos poderes fácticos que tolhem os pés à nossa economia de mercado, não hesitando em afrontar banqueiros (enfim, aquela variedade de gestores de aviário que passa por o ser), a malta ó tão liberal do PSI20, os armazéns de advogados com razões sociais prestigiadas que ajudaram o Estado a chegar ao estado em que estamos, et j'en passe. Isto, para um jornalista que tem que ganhar a vida, infunde respeito.

 

Pois o bom do JGF desabafa, já não sei a que propósito (creio que falava do enriquecimento ilícito), que bastaria traduzir a legislação do país xis e - zás - o problema evaporava-se.

 

É uma coisa recorrente e antiga: copiemos os bons exemplos, que diabo!, que é lá isso da originalidade?

 

Copiar modelos é, há quase 40 anos, o que temos feito. E, mesmo sem falar em modelos defuntos (a revolução peruana, já ninguém lembra, teve advogados, a soviética e a maoísta têm-nos ainda hoje) continuamos com esta pecha. E não são só os modelos - o seguidismo, mesmo em relação a políticas, pessoas ou opiniões avulsas, impressiona: o sr. Hollande diz? Pois então também eu digo, afiança Seguro, pouco antes de Hollande dar o dito por não dito; ah sim, Hayek escreveu isso sobre bancos, na verdade? Pois estava coberto de razão, garantem os liberais doutrinários; o quê, Obama defende bombardeios da Síria, para ajudar à remoção de Assad e facilitar a implantação da democracia? Pois não podemos esquecer a geopolítica, o perigo do Irão e assim, diz a esquerda bem-pensante - um presidente negro e socialista não pode ser tão inepto como parece.

 

O problema quando se transpõe legislação é de natureza ecológica: tal planta que viceja em climas húmidos não tolera climas secos; tal animal que se dá muito bem na neve não singra no Saara; e tal planta ou animal só podem vingar em locais com o mesmo clima se estiverem presentes outros factores - há plantas que, para se reproduzirem, precisam de certos insectos, que podem inexistir, e predadores que necessitam de certos predados.

 

É por isso, para já não falar da infelicidade de quem redigiu a Lei (diz-se por aí que foi Paulo Rangel) e da preguiça indesculpável da Assembleia da Republica, que deixou a coisa dar o sarilho que deu sem fazer nada para o evitar, que esta matreirice dos autarcas tem para mim um encantador lado tuga: ai vêm lá com essas merdas de limitação de mandatos e outras estrangeirices? Pois para nós vêm de carrinho.

 

Estudem, estudem os dossiers; e sim, inteirem-se do que se faz lá fora. Mas, sobretudo, conheçam o país, não apenas o circuito de notáveis, académicos, jornalistas e preopinantes - que esses quase sempre sabem nada. E não sabem que não sabem.

 

Ou então, acabem com a democracia e contratem três prémios Nobel para gerirem a choldra. Ainda que houvesse - mas isto é um palpite meu - uma forte probabilidade de, ao fim de uma semana, os três se pegarem à chapada, por divergências. Ou, pior, concordarem, descobrindo porém, ao fim de três anos, que tudo o que conseguiram foram resultados perversos.

publicado por José Meireles Graça às 18:09
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Don’t try to have the last word. You might get it....
Se calhar não percebeu.E o seu interesse por espre...
A PGR era Cândida de Almeida, conhecida por arquiv...
O seu interesse pelo meu nome de baptismo faz-me l...
Ho f. bai-te f., primeiro vamos tratar de identifi...

Arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

atentado

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter