Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013

Parou de chover

Esta chuva empurrou-me para casa ao fim de pouco mais de duas horas a trabalhar no quintal, por via do anorak impermeável que começou a deixar entrar água.

 

Sento-me, ligo a TV e imediatamente me cai ao colo um programa que dá pelo nome de "Opinião Pública". Já vi bocados deste programa noutras marés e, excepto pelo facto de os participantes via telefone invariavelmente felicitarem a realização do programa e cumprimentarem o convidado, o nome poderia ser, com mais propriedade, "Indignação Pública" - coisa para fugir a sete pés, quem quer paleio de motoristas de táxi anda de táxi.

 

O tema de hoje era segurança rodoviária e previsivelmente a sessão estava estrelada com o inevitável graduado da GNR e um representante da sociedade civil, no caso um senhor da Associação de Cidadãos Auto-Mobilizados.

 

O hábito de convidar graduados da GNR para se pronunciarem sobre problemas rodoviários é em si uma garantia de aborrecimento: estes falam de excesso de velocidade, alcoolemia e telemóveis ao volante, queixam-se da falta de civismo dos condutores portugueses e, se instados a sugerir soluções, requerem sanções mais pesadas e reforço do policiamento, precisamente o que quaisquer polícias, em qualquer parte, recomendam para resolver quaisquer problemas de ordenação social.

 

O tal representante da associação com nome improvável criticou o hábito tão português, segundo ele, de preferir o transporte individual e, como ademais estava de barbas, concluí que devia ser ou comunista ou um desses aluados dos movimentos alternativos.

 

É, a propósito, extraordinário o respeito que se dedica a tipos que dizem representar sectores da sociedade (presidentes de sindicatos, de associações de pais e de comissões de utentes disto e daquilo), a par do universal desprezo a que se votam os eleitos - está aqui matéria para alguma tese de um futuro doutorando do ISCTE.

 

Fui ver o que era esta associação mas desisti, por não encontrar resposta satisfatória às minhas dúvidas: vivem de quê e querem realmente o quê? - que é para sossegar as minhas suspeitas de que nestas coisas costuma andar dinheiro público, o longo braço do PCP, ou os dois.

 

Uma senhora confessou que, deslocando-se na auto-estrada habitualmente a uns 140-150 km/h, se irritava muito por receber sinais de luzes de quem ia pr'aí a 200 e ser obrigada a chegar-se para a direita, onde iam umas "lesmas". Esta louvável franqueza traduz o que realmente a maioria dos condutores acha: os que vão substancialmente mais depressa são loucos do volante ou, pior, fascistas nos seus Audis e BMWs; a velocidade a que cada um se desloca é sempre razoável do ponto de vista do próprio; e os que vão substancialmente mais devagar são realmente moluscos gastrópodes.

 

Já o que eu penso não é o que pensa o senhor coronel da GNR, nem a senhora, nem o estimável cidadão auto-mobilizado para nos infernizar a paciência.

 

Mas fica para outra ocasião, que parou de chover.

publicado por José Meireles Graça às 23:09
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
16 comentários
10 comentários

Últimos comentários

O professor Rebelo de Sousa, se lhe pedirem para d...
Só um povo como os portugueses´consegue gerar polí...
Muito bem.
O que me espantou foi o elevado número de político...
As conclusões são simples, se houver honestidade, ...

Arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter