Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2013

Carimbar opiniões

 

 

As declarações foram louvadas n'O Insurgente. José Manuel Fernandes, no facebook, apreciou a "coragem" e a "frontalidade" de Silva Lopes, por defender uma posição "que o prejudica pessoalmente", e que lhe "retira benefícios".

 

As pensões de "alguns deputados" e "agentes políticos" são obscenas, é um facto. Outro facto é que ninguém "merece" as pensões que aufere, quando o critério de "merecimento" se baseia nos descontos efectuados. E segundo esse critério, os que recebem pensões mais baixas são quem menos as "merece".

 

Um acto de coragem seria dizer que o problema principal não se encontra no topo da pirâmide. Encontra-se na base: no volume incomportável de salários, pensões, e subsídios, médios e baixos, que foram garantidos pela criação artificial de empregos no Estado, e benefícios oferecidos em nome de um "Estado Social" completamente adulterado, destinado a comprar votos e manter a rapaziada relativamente entretida.

 

Estranho este novo figurino, que retira pertinência aos interessados para se pronunciarem sobre os assuntos que lhes dizem respeito. Seguindo o modelo mais fashion, os doentes não podem pronunciar-se sobre a saúde (cabe aos médicos), os alunos sobre educação (cabe aos professores), e os habitantes sobre as cidades (cabe aos arquitectos). Os velhos não devem falar sobre os jardins (cabe aos urbanistas) e espera-se dos proprietários de automóveis que se abstenham de dar palpites sobre o trânsito (cabe aos ambientalistas).

 

É admirável (mas não é surpreendente) o nível de insanidade que se observa em Portugal. Importa sobretudo que ninguém se pronuncie sobre o que interessa ao país; estamos todos inibidos, uma vez que somos todos interessados. A não ser que se soltem meia dúzia de inanidades e irrelevâncias.

 

O caminho mais seguro para a decência fica agora garantido ao cidadão mais capaz de se aliviar de opiniões que o prejudiquem "pessoal e directamente". Em qualquer repartição está um funcionário atento, ansioso por carimbá-lo com um selo branco de credibilidade.

 

publicado por Margarida Bentes Penedo às 05:02
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Ainda bem que o leio (de volta).Andava a matutar s...
O importante é que a permissão não contitui uma ob...
Eu fui bem educado por meus Pais e pelos meus Prof...
Confesso que não entendo o que o surpreende em os ...
O seu comentário é muito importante para nós. Mas,...

Arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter