Domingo, 10 de Março de 2013

Fixação administrativa do preço mínimo do trabalho

No mapa: Salário mensal médio na Europa (http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_in_Europe_by_monthly_average_wage)

 

A Itália não tem salário mínimo nem se sente qualquer voz, à esquerda ou direita, a pedir a sua implementação. É o mercado a regular o pagamento do trabalho de modo totalmente livre. Olhando para o mapa acima, e para a tabela abaixo, pode constatar-se o óbvio: que o salário médio não depende da existência de um salário mínimo.

 

Lista de países europeus sem salário mínimo (via O Insurgente):

 

Olhando para a tabela do Eurostat que mostra como tem evoluído o coeficiente de Gini na Europa (http://appsso.eurostat.ec.europa.eu/nui/show.do?dataset=ilc_di12) também constatamos que a Itália é menos desigual que Portugal em termos de distribuição do rendimento. Nela, podemos ver que Portugal é o 3º país mais desigual da Europa na distribuição do rendimento, apenas superado pela Bulgária e Letónia. O país mais igualitário da Europa é a Noruega que também consta da tabela acima de países sem salário mínimo.

 

Ora, então porquê a nossa insistência no valor mítico de fixar uma remuneração mínima para o trabalho? Há ciência por detrás da sua defesa? Não me parece. Parece-me antes uma panaceia defendida por mitos. 


Um dos argumentos mais usados para defender a aplicação da fixação do preço é: "quem não quer um salário mínimo fixado pelo estado é a favor de baixos salários". Errado. - Qual empresário prefere ter uma estrutura de pouco valor e baixa produtividade, quando os lucros são maiores com mão de obra bem remunerada, motivada e produtiva? 


O nível de riqueza não está relacionado com a fixação do preço. Bem pelo contrário, tradicionalmente, quando o estado tende a fixar preços, a pobreza e a miséria são maiores. 


publicado por João Pereira da Silva às 06:04
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários

Últimos comentários

Prezado Diogo,eu só tenho a acrescentar ao que esc...
Bons argumentos os seus, Terry Malloy. E preciosa ...
1. Não é prender um indiciado para que não fale - ...
O trem de vida de Sócrates e a evidente contradiçã...
As diligências começaram quando houve uma queixa, ...

Arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

anacom

antónio borges

antónio costa

arquitectura

artur baptista da silva

austeridade

banca

banco de portugal

baptistagate

bes

bloco de esquerda

blogs

capital europeia da cultura

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

comentadores

cortes

crise

crise política

cristiano ronaldo

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

empreendedorismo

ensino

escola

estado social

estaleiros de viana

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando rosas

fernando ulrich

fiscalidade

fmi

greve

impostos

irc

itália

joão josé cardoso

jorge sampaio

jornalismo

jugular

justiça

lisboa

machete

madeira

malomil

manifestação

mário soares

merkel

miguel relvas

miró

moção de censura

nicolau santos

nuno crato

o insurgente

obama

orçamento

papa francisco

passos coelho

paulo macedo

paulo morais

paulo portas

pedro passos coelho

poesia

política

portugal

prós e contras

ps

quadratura do círculo

que se lixe a troika

raquel varela

reforma do estado

renzi

restaurantes

rtp

rui machete

salário mínimo

sampaio da nóvoa

sindicatos

sns

sócrates

tabaco

tribunal constitucional

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter