Quinta-feira, 9 de Maio de 2013

O Palermice

Ele há ventos de pequena e de longa duração; há a brisa, a tempestade, o furacão, o tornado, o ciclone e o tufão, entre outros; há lufadas, ventos de monção e alíseos; há-os predominantes; há-os com nomes - o Foehn nos Alpes, o Chinook nas Montanhas Rochosas, o Sirocco no Sahara, o Harmatão, que vem do Sahara e que em chegando a Cabo Verde muda de nome para Lestada e é descrito como bruma seca, o Khamsin, o Simun, o Suão, o Ukiukiu, o Zéfiro, o Mistral, a Tramontana, o Bora e inúmeros outros. Há ventos muito nossos: por exemplo, a Nortada, que conheci, muito pequeno ainda, na Póvoa de Varzim, e o Lariço, um vento queque que sopra em Cascais. Existe mesmo um vento lusófono, o Garroa, que tanto sopra em Setúbal como em Moçâmedes.

 

Modernamente, as alterações climáticas engendraram um vento de um tipo inteiramente novo, ao qual nem o Povo nem a comunidade científica (esta porque o fenómeno está ainda mal estudado) puseram ainda nome. Designo-o provisoriamente como Palermice.

 

Este vento sopra predominantemente da Esquerda, qualquer que seja o lugar em que nos encontremos, e embora possa em casos extremos levar à destruição dos habitats, tanto em regiões tropicais como temperadas (Cuba ou Coreia do Norte, por exemplo), limita-se normalmente a causar danos às capacidades cognitivas dos habitantes desprotegidos.

 

Veja-se este golpe de ventania na Suécia: O Vänsterpartiet quer obrigar os senhores a urinar sentados, não com o meritório propósito de lhes esvaziar completamente as bexigas, mas sim por causa da igualdade de género. As senhoras, com efeito, não se aliviam de outra maneira senão sentadas, e esta diferença inculca a intolerável ideia de que os dois géneros não são exactamente iguais, circunstância que alguns de nós, irremediavelmente reaccionários, encaramos com simpatia. O Vänsterpartiet está porém atento e quis remover esta manifestação de supremacia masculina. Fê-lo porém, a meu ver, com inabilidade, porque poderia, e deveria, admitir a obrigatoriedade de as senhoras urinarem de pé, isto é -  em vez de os rebaixar a eles, elevá-las a elas. Não fossem as impecáveis credenciais esquerdistas daquela boa gente e poder-se-ia suspeitar que esta falha grave de rigor lógico derivava da indevida influência do lobby dos fabricantes de calcinhas.

 

Isto na Suécia. Mas bem perto de nós também não faltam possivelmente manifestações deste fenómeno atmosférico. Ainda no transacto dia 1 um cidadão declarou, alucinado, que sabia fazer contas, após o que se lançou numa arenga em que demonstrava concludentemente que não as sabia fazer. A história foi narrada aqui, e há todas as razões para pensar que se trata de uma manifestação concreta da influência deletéria do Palermice.

 

Razões por que, desta ignota tribuna, lanço um alerta: é urgente a criação de mais um Observatório (será o 428º) para acompanhar de perto esta inquietante evolução. Por razões de economia, talvez no âmbito do das Alterações Climáticas, que já acolhe no seu seio o departamento de Aquecimento Global.

 

publicado por José Meireles Graça às 17:48
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
16 comentários
10 comentários

Últimos comentários

Na Suiça é isso mesmo que sucede: cada um opta pel...
As escolas publicas, servem para manter imbecis, n...
Muito bem!
O caso é que o zé pagante, já nem protesta, paga e...
Concordo em absoluto. Como é possível 4 anos depoi...

Arquivos

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

empreendedorismo

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter