Terça-feira, 12 de Agosto de 2014

Agrados

 

 

Começou por aceitar a encomenda extravagante e impudente do jornal Expresso para escrever um prolongamento d'Os Maias. Alguém disse na altura que "com um bocado de caridade" se podia considerar, entre os prolongadores contratados, Rentes de Carvalho como o único legível. Pareceu-me uma crítica exagerada, mas agora que li o livrinho percebo que era justa e até bondosa.

 

Das piores possibilidades (duvido que houvesse "boas”, e foi isso que o Expresso ignorou), Rentes de Carvalho escolheu situar, já velhos, Carlos da Maia e João da Ega numa quinta do Douro, e empenhou-se em caracterizar aquilo que imagina ter sido "o falar do povo" nas conversas fastidiosas, irrelevantes, e em discurso directo, com os criados. Como se isto não fosse ilícito suficiente, assassinou todo o carácter ficcional de Carlos da Maia atribuindo-lhe “preocupações sociais”, por artes infanto-juvenis de umas reflexões sobre “desigualdades”.

 

Hoje publica no Tempo Contado (um dos poucos blogs que visito com regularidade e cautela) um texto (entre aspas porquê?) que descreve com detalhe a aventura de um idiota português que se enrola em esbórnia com um grupo de motards alemães a arrotar sauerkraut e cerveja morna.

 

Recomendo que evitem a leitura, talvez o exercício mais repelente dos meus últimos meses. Não posso suspeitar que as “autoridades” da “crítica” “literária” portuguesa estejam a caminho de premiar Rentes de Carvalho; já o premiaram (há uns meses?) e eu - com leviandade - aplaudi.

 

 

publicado por Margarida Bentes Penedo às 18:14
link do post | comentar
10 comentários:
De Maria a 13 de Agosto de 2014 às 15:23
És muito idiota, Margarida.
De Laura Ferreira a 13 de Agosto de 2014 às 16:21
nem acredito naquilo que li.
De Laura Ferreira a 13 de Agosto de 2014 às 16:35
CORREÇÃO: naquilo que li aqui, neste artigo.
De Fernanda Leitao a 13 de Agosto de 2014 às 16:48
Coitada da Margarida! É que não tem a menor noção de ridículo.
De Maria Luísa Batista a 13 de Agosto de 2014 às 20:59
Opiniões, todos as temos e são livres. Os verdadeiramente inteligentes usam-nas para promover a reflexão e despertar o pensamento. Os arrogantes, sempre cheios de propriedade, usam-nas como insulto e sentença.
Margarida, quem realmente saiu valorizado deste post foi Rentes de Carvalho. A vergonha, essa fica para si.
De Um Jeito Manso a 13 de Agosto de 2014 às 23:01
Há-de convir, Margarida Bentes Penedo, que este post lhe saíu infeliz.

Há uma arrogância despropositada no que escreve.

Não lhe ocorre que a sua opinião, transmitida na forma como o fez, é quase pornográfica, chocante mesmo?

Não conhecia este blogue e não sei se este é o seu comprimento de onda habitual ou se foi apenas uma vez sem exemplo. Mas, por via das dúvidas, acho que vou ter o cuidado de o evitar.

Quanto ao Tempo Contado é leitura que nunca perco e todos os prémios que J. Rentes de Carvalho receba são de aplaudir.
De Laura Ferreira a 14 de Agosto de 2014 às 10:22
Que bem escrito, este último comentário.
Este blog também nunca mais vê os meus 2 olhinhos.
De arrogância e pedantismo estou cheia.
De A Mais Picante a 18 de Agosto de 2014 às 23:44
Vim aqui ter via JRC, um verdadeiro senhor. Isto que aqui li é arrogante, cruel e mesquinho. Além de muito deselegante.
Que post mais infeliz...
De TC a 21 de Agosto de 2014 às 16:32
Vim aqui parar via Tempo Contado.

Esta Margarida Bentes Penedo é quem, exactamente...?! Alguém que interesse...?
De Isabel G a 25 de Agosto de 2014 às 09:29
Para dizer o que disse, mais lhe valera ter ficado calada. Assim, como abriu a boca, toda a gente ficou a saber da sua incapacidade. A ignorância, toda a gente desculpa. A estupidez, não!

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
16 comentários
10 comentários

Últimos comentários

Belo post; são muitos anos a virar frangos ?
Senhoras donas Carina Quintas DA Costa e Ana Rosa ...
Olá,eu sou a Carina Quintas DA Costa ,conheci um f...
Como é possível que uma pessoa que escreve tolices...
Cabeça socialista ? vexa tem mesmo em muito má con...

Arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter