Domingo, 8 de Fevereiro de 2015

Crime e castigo

A Deco, uma prestigiada organização de consumidores que tem como escopo reclamar mais leis, regulamentos e fiscais para resolver problemas que existem e outros que inventa, dá-nos esta notícia sobre um moço sonhador que imaginava ser proprietário de um automóvel, baseado no facto pueril de o ter pago e de circular legalmente com ele.

 

O jovem imprudente resolveu vender o veículo mas, mesmo que mortos de curiosidade, ficamos na ignorância do motivo: Perdeu o emprego? Decidiu passar à condição ecológica de pedestre? Teve um desgosto de amor e não suporta mais a recordação da ninfa (ele vive perto do rio Cávado) com a qual trocou gratificantes impressões no banco de trás, em noites de lua nova? Precisa de ir a Lisboa, e quer-se arruinar com um carro novo, para não infringir as proibições do edil (em tempo parcial) Costa?

 

Não sabemos. Do que somos inteirados é que o imprudente colou um papel no vidro de trás com o seu número de telemóvel, a cilindrada e a potência do carro.

 

Tivesse ele colado uma caricatura de Aníbal com os dizeres "Cavaco é burro" ou um autocolante com a foice e o martelo orlados com o bordão célebre "Abaixo o Fascismo e quem o apoiar" e a Polícia encará-lo-ia com bonomia - liberdade de expressão e essas coisas que até os senhores guardas entendem.

 

Não contente com indiscretamente anunciar o seu número de telemóvel e os dados do veículo, este ser antissocial "estacionou o carro em frente a casa, num lugar de estacionamento".

 

Isto foi a gota de água. Tivesse ele estacionado numa rotunda ou descampado livre, ainda vá que não vá, é permitido. Agora, num lugar de estacionamento? "Coima de € 30 a € 150, no mínimo".

 

Vai a Deco reclamar a revogação do artigo iníquo e abusivo do Código da Estrada que estabelece a proibição? Vai aconselhar o associado a reclamar, recorrer, reagir, protestar? Vai investigar se quem assinou o diploma tinha ligações a concessionários ou stands de automóveis usados?

 

Não, que ideia. "Se vai vender um carro, o primeiro passo será fazer uma pesquisa nos classificados, concessionários e agências para saber o preço de mercado. Pode colocar o carro à venda em anúncios em jornais ou sites específicos" - é o que se lhe oferece dizer.

 

Diz que é uma associação de defesa dos consumidores. Consumidores de quê? De asneiras?

Tags:
publicado por José Meireles Graça às 02:08
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Os novos inquisidores, a justificar a (miserável) ...
Não, não sou tão mau, Terry. É só retórica.
Não percebo como é que leio as suas alternativas e...
http://maquinadelavax.blogspot.pt/2017/12/portrait...
Curiosamente, estes inquisidores modernos, quando ...

Arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

gnr

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter