Quinta-feira, 13 de Outubro de 2016

De tanto o ouvir já ninguém o escuta

12108154_10153598278217180_7807469907029372654_n.jHá precisamente um ano, neste dia, Passos foi sozinho ao Largo do Rato para uma reunião com Costa. Essa reunião visava preparar um entendimento que depois seria detalhado, entre o partido vencedor das eleições e o segundo votado que se apresentou com um ambicioso programa de crescimento e abundância baseado num modelo econométrico de um reputado especialista em finanças públicas.

Passos foi sozinho, de sorriso aberto. Veio de lá, sozinho e vazio de proposta. Costa recusou qualquer base viável para acordo pois tudo o que lhe interessava era chegar a primeiro-ministro, mesmo fazendo o pacto com o Diabo que implicaria o ficar nas mãos do BE e do PCP.

Hoje, um ano depois, exactamente, saiu uma extraordinária notícia: "Marcelo faz aviso a Passos"

Em substância a notícia resume-se a isto:

"Marcelo quer agora que o PSD, como maior partido na oposição, tente ver para lá da conjuntura em que a esquerda está unida".

Ora bem, Marcelo quer que Passos tome a iniciativa de viabilizar o aprofundamento do insucesso do governo que está (mais uma vez pelo PS) a liderar o caminho para o 4º resgate em democracia. Como poderia Passos inverter a desgraça em curso? Como faria para reduzir o poder do BE e PCP, reverter as reversões, a redução do IVA na restauração, nas 35 horas para os funcionários públicos, a reposição de salários da administração pública, a subida dos impostos indirectos e aumento da carga fiscal inevitável, etc? Só porque daria uma mão ao PS? Em quê? Em aprovar reversões e aumentos de impostos e criação de novos? O PS iria agora, porque Passos se disponibiliza, reverter o revertido? Alguém acredita nisso?

Claro que não, mas o que se acredita é que Marcelo "O Afectuoso" mais uma vez falando sem se importar se o que diz é consequente, quer estender uma muito simples armadilha a Passos: assuma a colaboração e co-assuma a responsabilidade no desastre.

Só se Passos fosse totó. O que Marcelo quer para Passos fica bem à vista, e de certeza não é o bem de Passos, mas apenas evitar o descalabro da traquitana inventada para salvar Costa do esquecimento, co-responsabilizando Passos. 

publicado por João Pereira da Silva às 17:22
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
16 comentários
10 comentários

Últimos comentários

O poeta? Acho que só na Venezuela e no Belize é qu...
Tem razão obviamente, mas há outros destinatários ...
Mas já era assim há dez, há vinte, há trinta...
Tem razão, mas o homem tem 94 anos ...
As sondagens não contam as opiniões da maioria dos...

Arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

empreendedorismo

ensino

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

fmi

francisco louçã

geringonça

gnr

governo

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

jugular

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário nogueira

mário soares

mba

miguel relvas

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter