Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2015

Duas horas de coscuvilhice

Tomei o autocarro aéreo da Ryanair do Porto para Saint-Étienne, um percurso que aquela transportadora faz três vezes por semana.

 

Fui lá em trabalho. Que, para efeitos de interesse turístico, na hierarquia das pequenas cidades francesas Saint-Étienne ocupa um lugar que, com receio de ofender os locais, não ouso revelar.

 

O avião, tanto à ida como à vinda, ia cheio: os reguilas da Ryanair fazem voos esquisitos para aeroportos de província, mas pelos vistos estudam bem o mercado.

 

Atrás de mim vinham dois emigrantes, um novinho e outro aí da minha idade, Deus o ajude, embrenhados num monólogo. O menos novo contou com detalhe o que era a vida quando começou a trabalhar. Retive, para a economia do meu post: "Vinha uma vez só por ano à terra, de carro, tás a ver, pá, por Palência, sempre a andar. Vínhamos de noite por causa dos miúdos, a mulher trazia o comer num tupperware, parava-se para mijar e combustível e ala. Aquilo era um perigo, que às tantas só via gatos a atravessar a estrada. Na TAP não se podia, que eram caros como o caralho, ainda são, puta que os pariu. Agora venho cá uma vez por mês, tu nem sabes o luxo que isto é".

 

O novinho ia dizendo "hum hum" o tempo todo, pelo que imagino que sim, que concordava.

 

E eu, disfarçando com abundância de mostarda o infame cachorro em pão de faz-de-conta que por 5 Euros a Companhia impinge aos viajantes famintos e entediados, dei comigo a pensar: Comunidades, nossos irmãos, discursos, secretarias de Estado, dez de Junho, embaixadas, consulados, companhia de bandeira, hub de Lisboa...

 

As low-cost fazem mais pelos nossos emigrantes que todas as iniciativas e organismos oficiais e os únicos discursos que se ouvem são os do comissário de bordo, a vender a raspadinha ou os perfumes tax free.

 

Não querem medalhas. Querem apenas o nosso dinheiro. Que voluntariamente entregamos, por acharmos, com razão, ser um bom negócio.

 

Dá-me ideia que deve ser a isto que se chama a mão invisível.

publicado por José Meireles Graça às 12:41
link do post | comentar
2 comentários:
De Diogo Duarte Campos a 31 de Janeiro de 2015 às 17:28
Muito bem. Belo post!
De José Meireles Graça a 31 de Janeiro de 2015 às 17:48
Obrigado, Diogo, old chap.

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Já chega!ZONAS DE SEGURANÇA:-» dinheiro mal gasto....
Caríssimos, compreendo a V. perplexidade e indigna...
não há p+pachorra para ler um post com tanto palav...
Creio que não tem noção da complexidade da investi...
Ao contrário do que pensava o prof. Cavaco, num di...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter