Quarta-feira, 30 de Novembro de 2016

Mas eu estou de pé, senhor coronel!

600.583ec95b0cf2bcee6cd284a1.jpg

Eu vou contar uma história.

Depois de ter feito a primeira classe na Escola Primária nº 18 na Rua das Janelas Verdes, acabei a instrução primária e fiz os dois primeiros anos do liceu no Externato Oliveira Martins na Amadora, colégio particular dirigido com mão militar pelo coronel José Lemos, militar reformado que organizava as actividades do colégio como se se tratasse de um quartel, onde o respeito pelos professores e pelos funcionários era cultivado e os alunos faziam formaturas para entrar nas aulas, para descer para o recreio, para ir para a cantina ou para sair.

O coronel Lemos era também o professor de Matemática e, quando entrava na sala de aula, os alunos levantavam-se todos, como faziam, aliás, sempre que qualquer professor entrava na sala de aula. Era assim nesse tempo.

Um dia o coronel Lemos entrou, percorreu a sala com o olhar, e dirigiu-se ao Pereirinha, aluno de aproveitamento e comportamento irrepreensíveis, nessa altura dava-se importância a isso, que ocupava um lugar numa das carteiras da primeira fila:

- O senhor não se levanta?

E o Pereirinha respondeu-lhe conciliando como podia o respeito a que nunca faltava com a defesa da sua dignidade perante a injustiça de que estava a ser vítima por parte da autoridade máxima do colégio:

- Mas eu estou de pé, senhor coronel!

O Pereirinha estava de facto de pé. Mas o facto, esquecido pelo coronel Lemos, de ele ser o aluno mais baixo da turma do primeiro ano do liceu no colégio, fez dele vítima daquela injustiça involuntária do coronel Lemos, de confundir o seu gesto de irrepreensível respeito por ele e pelo comportamento que se poderia esperar de um aluno disciplinado com uma insubordinação.

Já os deputados do grupo parlamentar do Bloco de Esquerda, mesmo que tenham dois metros de altura, nunca conseguem deixar de ser rasteirinhos. Problemas de coluna, pode-se pensar, mas na verdade meros catraios mal educados.

publicado por Manuel Vilarinho Pires às 15:07
link do post | comentar
3 comentários:
De cristof a 1 de Dezembro de 2016 às 02:11
Perfeito
De Lígia nogueira a 2 de Junho de 2017 às 02:57
Lembro-me tão bem do coronel lemos
De Lígia nogueira a 2 de Junho de 2017 às 03:17
Diz bem, mão militar. O coronel Lemos lutou nas trincheiras de frança durante a 1a grande guerra.

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Caríssimos, compreendo a V. perplexidade e indigna...
não há p+pachorra para ler um post com tanto palav...
Creio que não tem noção da complexidade da investi...
Ao contrário do que pensava o prof. Cavaco, num di...
É (muito) raro ter alguma coisa a apontar-lhe no q...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter