Sábado, 17 de Janeiro de 2015

O Moreira do Porto

 

Rui Moreira-01.jpg

 

A birra vem de uma entrevista à RTP2, em que Adolfo Mesquita Nunes explica a sua estratégia para o turismo reconhecendo que “é, de facto, polémica”. “Uma estratégia baseada nos eventos é uma estratégia que agrada a autarcas e agrada às populações. Mas traz menos turistas do que uma estratégia baseada na captação de rotas aéreas, que ninguém associa ao trabalho do Governo e eu também não quero que passe a associar. Porque o meu trabalho não é propriamente estar a agradar aos eleitores, é trazer turistas.”

 

Portugal está a crescer 3 vezes mais do que Espanha, pela primeira vez na sua história. Estamos a crescer mais do que a média mundial, do que a média europeia, do que a média da Europa mediterrânica. Isto não é sorte, nem é ‘primavera árabe’. E sobretudo isto é mérito do sector privado. Eu acho que nenhum Secretário de Estado do Turismo pode, com honestidade, chegar aqui e dizer: ‘Este é o resultado do meu trabalho’. Nós procuramos trabalhar para isso, mas sem o sector privado, e o sector privado do norte tem dado provas disso, sem o sector privado eram impossíveis estes resultados.

 

Já disse isto mil vezes. Seja entrevista, debate, esclarecimento, encontro, mesa-redonda, declaração, cantiga no duche (faço uma apostinha), e é como se lhe carregassem num botão. Não importa o contexto ou o propósito. Se encontrar uma nota esquecida no bolso do casaco, “o mérito não é meu”. Se entalar o dedo numa porta, “o mérito não é meu”. Se tropeçar numa pedra, se houver um lugar à porta para estacionar, se deixar cair um molho de chaves, se a sopa estiver salgada, ou deliciosa, ou se a Lua estiver na casa de Saturno. Pode estar calado. Mas se abre a boca, mais cedo ou mais tarde “o mérito não é meu”.

 

O mérito é “das empresas”, “do seu antecessor", “das autarquias”, “dos trabalhadores”, do “digital”, "das rotas aéreas", “do governo actual e do anterior”, disto e daquilo mas, sobretudo, “dos privados”. Em matéria de “o mérito não é meu”, Adolfo Mesquita Nunes é um consolo. Certinho, certinho. Como um relógio suíço. Um pouco invulgar, mas definitivamente suíço.

 

Rui Moreira não atura armanços. “AHAHAHAH” (sic), respondeu varonil no facebook, terrível de requinte e valentia. Quem é este Secretário de Estado obscuro, a dar-se ares? Alguém o “reconhece” (sic)? Olha, olha!, a dizer que “o enorme sucesso do turismo” se deve “ao trabalho dele”, que “por sua exclusiva e enorme competência (sic), tem promovido a cidade [do Porto] no estrangeiro”. Uma troça que esmaga um sujeito e mata uma multidão a rir. Depois agarrou nos factos e pôs ordem no assunto. Exibiu imagens suas “na capa do New York Times”, nas “centrais da Monocle”, na “última página do Libération”, e na “página 4 do El País” para deixar bem claro quem é a pin-up internacional. Perceberam? O mérito é dele, Rui Moreira, que em ano e meio de mandato já subiu os sucessos turísticos do Porto à categoria de impressionantes. A carga de pancada termina com um smiley (garanto). Amarelinho, amarelinho. Um smiley, por amor de Deus. Na página oficial do Presidente da Câmara Municipal do Porto. Diz ao que vem e remata com um smiley. Isto, só por si, dá um impulso ao turismo que quem dera a muitos secretários de Estado.

 

Visão infantil, prosa tosca, premissas trocadas. Rui Moreira tem vida e experiência com outra substância. Sabe, ou devia saber, que o prestígio de um homem não se mede nos títulos da imprensa nem é um produto vendável para fins turísticos. Imagina-se maior do que é, despreza o melhor que tem no seu passado. Ganhou a Câmara contra “os políticos”, e surpreendeu-me; não pensei que em tão pouco tempo triunfasse na imaturidade.

 

publicado por Margarida Bentes Penedo às 20:51
link do post | comentar
1 comentário:
De Joaquim a 18 de Janeiro de 2015 às 09:45
És burra todos os dias, as minhas botas da tropa eram mais inteligentes, DUMBASS !!!

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Thank you so much for the information you have sha...
Acho que é necessário corrigir aqui vários pontos....
Excelente. Agradeço a partilha deste pensamento, c...
Como diz Ricardo Araújo Pereira, no seu tom de sát...
E já agora e ainda que não tenha directamente a ve...

Arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter