Terça-feira, 20 de Janeiro de 2015

Pilotos de rali

Se vivesse no Porto (t'arrenego: mesmo em Guimarães há zonas e horas de concentração excessiva de pessoas e automóveis) teria votado em Rio e, agora que o homem saiu, não estaria arrependido do meu voto: parece que a Câmara pagava a tempo e horas aos fornecedores, não ficou encalacrada com dívidas, a suspeita promiscuidade com o Futebol Clube do Porto foi enterrada, e as forças vivas culturais da cidade (expressão caridosa para os chulos da Cultura) levaram para tabaco. E de aumento de impostos não ouvi falar.

 

Não foi coisa pouca. E Rio ficou meu credor para, querendo e podendo voar mais alto, para o plano nacional, no mínimo lhe ouvir o programa com simpatia.

 

Seria bom que alguém se preocupasse a pôr o Estado a pagar a tempo e horas; que equilibrasse as contas sem aumento de impostos; e que pusesse toda a imensa malta, dos futebóis, da Cultura e de todos os outros poderes que dizem defender o interesse público, mas que para isso precisam que o Estado os sustente - no lugar.

 

E mesmo que Rio comprasse algumas brigas dispensáveis, como a que teve com os arrumadores de carros, e seja suficientemente teimoso para, se encasquetar uma ideia, a prosseguir como um elefante numa loja de louça, nem por isso deixaria de merecer um olhar benevolente: de um governante espera-se seriedade pessoal e meia dúzia de ideias bem assentes (ideias de direita, bem explicadinhas na parte da reforma do Estado, do orçamento, dos impostos e da Europa, não vá julgar-se que estou a falar de Cunhal ou de costumes), não uma grande densidade cultural, ou habilidade política, ou dotes de oratória. Se tiver também estas coisas, melhor. Mas a gente tem sido tão castigada que, não podendo caçar com um cão, se consola com o clássico gato.

 

Sucede que Rio resolveu abraçar as rotundidades de Costa. E um paisano desprevenido, como eu, esfrega as mãos, dizendo para os seus botões: ora bem, quer rever a Constituição, a ver se lhe corta o cabelo programático, e remove empecilhos socialistas, e para isso precisa do PS - está na hora, a última revisão foi em 2005 e o PS já deve estar maduro para aceitar agora um corte de mais um bocadinho do que nunca lá deveria ter estado.

 

Mas não: de revisão da Constituição nada; e de reforma do Estado o que se precisa, pelos vistos, é da regionalização, um esquema engenhoso para o Porto depender menos de Lisboa, os senhores presidentes de Câmara prosseguirem as suas gloriosas carreiras quando esgotem os mandatos, e para nascer uma nova camada de políticos, burocratas e Albertos Joões para o contribuinte sustentar.

 

Há muitos anos assisti a uma furiosa discussão sobre se um bom piloto de rallies daria necessariamente um bom piloto de Fórmula Um. Conclui que não, não necessariamente. Com presidentes de câmara, pelos vistos, é igual.

Tags:
publicado por José Meireles Graça às 23:18
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
16 comentários
10 comentários

Últimos comentários

As conclusões são simples, se houver honestidade, ...
Belo post; são muitos anos a virar frangos ?
Senhoras donas Carina Quintas DA Costa e Ana Rosa ...
Olá,eu sou a Carina Quintas DA Costa ,conheci um f...
Como é possível que uma pessoa que escreve tolices...

Arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter