Segunda-feira, 20 de Março de 2017

Coro da Primavera

2017-03-20 Tina Turner.jpg

Mesmo a astronomia já não é o que era, e o equinócio de 21 de Março agora calhou ao 20, pouco depois das 10 da manhã de Portugal e GMT. Começou a Primavera.

E para celebrar o primeiro dia da Primavera, com os pólenes, os passarinhos e as abelhas, o you know what I mean e outros fenómenos da mesma ordem, nada como relembrar o compositor, em co-autoria com o saxofonista Jackie Branston, da primeira canção de rock & roll gravada em disco em 1951, a Rocket 88, inspirada no último modelo da Oldsmobile, o Rocket 88, nessa época o que se idolatrava era a liberdade de andar por onde se quisesse e quando se quisesse proporcionada pelo automóvel, ainda não tinha chegado a ditadura da bicicleta politicamente correcta, e podiam-se compor canções inspiradas em automóveis sem pagar imposto de vício, o Ike Turner.

O verdadeiro pai do rock & roll acabou por ser de facto o Chuck Berry, que morreu no sábado com 90 anos. Foi aquele que inspirou as maiores figuras da história do rock & roll, que começaram tentando imitá-lo com versões esforçadas, mas longe das originais, das suas canções. A primeira canção gravada pelos Rolling Stones foi o Come on, e uma das primeiras gravadas pelos Beatles o Roll over Beethoven. Mais tarde, quando se tornaram super-estrelas planetárias, iam humildemente ter lições com ele e procurar aprender a sua arte.

Eram esforçados, aprenderam muito com ele, acabaram por se chegar a auto-intitular the greatest rock & roll band in the world sem grande exagero, mas ele estava tocado pelo génio que só meia-dúzia de criaturas tiveram a graça de receber ao longo da história, e que lhe permitia brincar assim.

Mas, atalhando razões, hoje é o Ike Turner que se celebra neste dia. Quem diz o Ike Turner, diz a célebra cantora, agora suíça, então americana, que em tempos foi casada e cantou com ele, Tina Turner. A Tina Turner também foi tocada pelo génio. Um dia, o Dick Cavett perguntou no seu talk show à Janis Joplin, outra tocada pelo génio, por quem era capaz de sair de casa para ir assistir a um espectáculo, e ela respondeu prontamente Tina Turner, e informou o entrevistador, que não conhecia, que era the best chick ever. E era provavelmente verdade.

Bom, então hoje deixo-vos o Coro da Primavera interpretado pela Tina Turner e whoever a acompanhou nesse dia de 1969. Mandem deitar as crianças antes de porem o filme a tocar. Depois não digam que eu não vos avisei. A Primavera não perdoa.

 

publicado por Manuel Vilarinho Pires às 15:39
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Últimos comentários

Don’t try to have the last word. You might get it....
Se calhar não percebeu.E o seu interesse por espre...
A PGR era Cândida de Almeida, conhecida por arquiv...
O seu interesse pelo meu nome de baptismo faz-me l...
Ho f. bai-te f., primeiro vamos tratar de identifi...

Arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

atentado

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter