Sexta-feira, 15 de Maio de 2015

Tanto faz

 

Assinatura-01.jpg

 

Quem julga que as regras do famoso acordo lhe vão facilitar a vida pode recomeçar a pensar desde o princípio. O péssimo português que se escreve por aí é mau na gramática, é mau no vocabulário, é mau na prosódia, na construção, no tom, no grau de ambiguidade, e sobretudo é mau no raciocínio.

 

Basta ver os escritores premiados, carreiras assentes em bases culturais datadas e estreitíssimas, instalados na asneira anos a fio sem recursos linguísticos nem qualquer perspectiva própria do mundo, já velhos desde novinhos e insuportavelmente imaturos até à última gota de presunção. A única competência desta espécie de “talentos”, num país sem crítica literária, é a intriga e a bajulação de políticos e directores gerais, prestando-se a serviços degradantes em nome da “cultura” (que não têm, uns nem outros) para explorar as insuficiências dos decisores, com a ambição de verem o seu narcisismo incluído no Plano Nacional de Leitura. Percebe-se, e não podia ser de outra maneira, a miséria que se escreve daí para baixo, a afundar no facebook e a cair de borco nos rodapés dos canais de televisão.

 

Quer isto dizer que “escrever bem” é um exercício que está muito para lá do capítulo da ortografia. De vez em quando aparecem textos óptimos com uma ou duas gralhas, mas os “grandes” escritores portugueses abrem a torneira e enchem prosas de qualidade vil sem um único erro ortográfico.

 

Tanto faz. O hipotético acordo que entra agora em vigor é uma trapalhada sem cabeça. Há palavras com dezenas de grafias admitidas. Apoiado em excepções e variantes, não tem uma lógica que lhe dê corpo. Não vai disciplinar a escrita e muito menos a língua. Já se escrevia mal antes e não há motivo para sobressaltos: vai-se escrever mal depois.

 

publicado por Margarida Bentes Penedo às 16:41
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Tem razão, ignorava. Obrigado.
Muito bem! De referir apenas que já não existe, de...
Nem a proposito... ainda ontem lia esta noticia......
O autor deveria saber que para o Estado não ir á s...
Os novos inquisidores, a justificar a (miserável) ...

Arquivos

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

gnr

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter