Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2017

Todo o burro come palha, a questão é saber dar-lha

2016-03-16-Costa-Catarina-Jeronimo.jpg

O governo socialista aprovou em Junho uma executive order para alterar o estatuto do gestor público de modo a liberalizar os vencimentos dos novos gestores da CGD e a isentá-los de apresentarem, como a generalidade dos gestores públicos são obrigados, as declarações de património e rendimentos à entrada e à saída das suas funções públicas.

Apesar de serem por definição contra os salários ilimitados e o alívio de obrigações declarativas de quaisquer gestores, e mais ainda dos dos bancos, tanto o BE como o PCP eregiram uma muralha de aço para proteger este decreto-lei de quaisquer alterações que a direita reaccionária lhes tentou repetidamente impôr.

O assunto teve o desfecho que se conhece através do desenvolvimento que se vai conhecendo, a renúncia da maioria dos novos gestores depois de se terem visto confrontados com a impossibilidade desta isenção, os outros ficaram e a administração da CGD anda à procura de tachos para lhes oferecer de modo a evitar o pagamento das indemnizações que lhes são devidas, depois de ela lhes ter sido alegadamente, a tender para comprovadamente, prometida pelo secretário de estado das finanças, pelo ministro das finanças e pelo primeiro ministro, de a promessa passar a ter sido negada publicamente pelos governantes quando se transformou num lastro mediático para o governo, e de finalmente o parlamento os ter obrigado a entregar as declarações. Mais uma trapalhada demonstrativa da lendária capacidade negocial do primeiro-ministro para desbloquear processos de negociação recorrendo a propostas ilegais e impossíveis de concretizar.

E quem redigiu o decreto-lei que no parlamento socialistas, mas também bloquistas e comunistas, protegeram até ao limite das suas possibilidades contra as investidas da direita reaccionária? A sociedade de advogados Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados, que assessorava António Domingues ainda sem contrato assinado. O decreto-lei defendido pela esquerda é da autoria dos advogados do banqueiro. Todo o burro come palha, a questão é saber dar-lha...

publicado por Manuel Vilarinho Pires às 13:10
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

A sua conclusão é excelente.chh8btq
Essas perguntas são muito pertinentes, mas eu não ...
Quantas vidas destruíram, directamente, os milhões...
Os abusos que referi estão definidos no texto: ".....
Está a chamar a atenção, e bem, para o facto de os...

Arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

catarina martins

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter