Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Velhinhos tratados a bastão

"O estudo mostra que há uma percentagem mais elevada de desnutrição ou risco da mesma nos idosos que vivem em lares".

 

O estudo? Qual estudo? O artigo não diz mas ficamos com fortes suspeitas de que seja da Ordem dos Nutricionistas, um conhecido organismo cuja bastonária está aflita com a situação dos pobres velhinhos e lhes quer acudir.

 

O jornalista, esse, pergunta sem rodeios, indo com argúcia ao cerne do problema: "É preciso criar uma estratégia de intervenção?"

 

E aqui a gente, que esperava que a senhora bastonária dissesse que sim, é preciso dar de comer aos velhos, proporcionar assistência odontológica aos que têm "problemas de mastigação" e estabelecer um plano que garanta que os responsáveis pelos lares são devidamente expulsos se com culpas próprias no descaso, ou pendurados pelas orelhas os supervisores públicos que por preguiça ou incúria nada fizeram para tentar resolver o problema, lê com surpresa:

 

Que "era importante" que os lares que ainda os não têm (e a maior parte está nessa lamentável situação) tivessem nutricionistas, visto que nos Centros de Saúde há apenas cem; que exista um "diagnóstico precoce" (quer dizer, presume-se, antes de o velhinho morrer de fome); e que, finalmente, "o que importa é um plano desenhado à medida de cada um. Essa é a grande nota".

 

Grande nota, realmente. Se bem que, no fim da vida, o "plano" talvez devesse ser cada um comer o que lhe apeteça, até onde for possível porque decerto os recursos disponíveis não permitem luxos. E ainda os permitirão menos se forem desviados para pagar salários a gente que quer fazer planos para dizer a velhos indefesos o que podem e não podem comer.

 

É possível, como existe a promessa de criação de 55 vagas para esta especialidade, que a agudeza do problema venha a esbater-se. Razão por que sugiro que o jornalista, na mesma senda de se ocupar com as preocupações das classes profissionais, entreviste o senhor Bastonário da Ordem dos Técnicos de Parqueamento Automóvel, cuja situação é dramática: existe uma absurda, e impune, quantidade de utentes que se abstêm de contribuir para o sustento daquela prestigiada classe, por a achar inútil. 

publicado por José Meireles Graça às 12:23
link do post | comentar
4 comentários:
De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2017 às 10:28
Só falta mesmo é a Ordem das Sopeiras, quero dizer, das Auxiliares Domésticas.
De Amónimo a 24 de Fevereiro de 2017 às 19:12
Nos hospitais portugueses há 50 anos havia mulheres que eram denominadas, oficialmente 'criadas' e 'empregadas de copa'.
Depois de 1970 eram 'auxiliares'.
Depois do glorioso eram 'técnicas auxiliares de enfermaria'.
Agora são 'assistentes operacionais'.

Esta última designação faz-me lembrar as mulheres que 'rolam bolsinha', na gíria carioca. Falta dar uma Ordem a estas...
De oscar maximo a 25 de Fevereiro de 2017 às 09:41
Acho que a Sra. Bastonária terá sido porventura pouco ambiciosa. Eu vejo um mundo á minha frente, e dentro desse mundo cada utente do lar levanta-se todas as manhãs a olhar ansiosamente para o relógio da parede, á espera da hora de chegada do seu Personal Trainer.
De oscar maximo a 25 de Fevereiro de 2017 às 09:56
A Sra. Bastonária esqueceu-se de uma coisa. Não só o plano nutricional terá de ser feito á medida de cada um, como cada plano terá de evoluir consoante as condições e resposta psicossomática de cada um. Sem falar ainda da fase de testes, para os casos mais bicudos. Não fiz as contas, mas parece-me que só um nutricionista em cada lar é demasiado curto para o volume de trabalho previsto.

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

Últimos comentários

Curiosamente, estes inquisidores modernos, quando ...
2a Parte What a wonderful world it is that has gir...
1a ParteAs frases abaixo foram escritas “na pele” ...
Na parte do financiamento sim, e essa definição po...
capitalista estatal isso sim.

Arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

censura

cgd

comentadores

cortes

crescimento

crise

cultura

daniel oliveira

deficit

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

ensino

esquerda

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

francisco louçã

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

josé sócrates

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário centeno

mário nogueira

mário soares

mba

nicolau santos

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

partido socialista

passos coelho

paulo portas

pcp

pedro passos coelho

política

portugal

ps

psd

público

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

salário mínimo

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialismo

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

troika

ue

união europeia

universidade de verão

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter