Sábado, 5 de Março de 2016

Vícios privados, públicas virtudes

"O objetivo é reduzir a sinistralidade".

Então não é? A prova do amor a este nobre objectivo é que "o sector inspeciona uma média de 5,7 milhões de veículos anualmente e factura cerca de 170 milhões. O dirigente associativo diz que todos os centros fizeram reconfigurações de zonas específicas que estarão concluídas neste 1º semestre".

 

Um sector dinâmico, portanto. Mas nem tudo são rosas: há casos em que “temos dois centros no mesmo local e isso não é vantajoso para a actividade e vamos manifestar preocupação à tutela”, diz ainda Paulo Areal.

 

Realmente, Paulo mede, com louvável contenção, as palavras - que, se eu fosse proprietário de um desses locais onde teoricamente se verificam as condições de segurança dos veículos, veria com indignação a circunstância de ter um concorrente por perto, por a dignidade do estabelecimento se ver atingida: quem leva a sério um serviço obrigatório num estabelecimento sem filas de espera, sem marcações, e que o cidadão pode trocar por outro se achar que lá é mais bem servido?

 

O número elevado de aberturas previstas para novos centros, embora as margens do sector tenham descido substancialmente, vai criar "instabilidade", acrescenta o presidente da ANCIA (Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel), que nos interpela, na fotografia que ilustra o artigo, com olhos argutos e inegável distinção. E, também aqui, tem razão - uma manifestação dos trabalhadores, armados de chaves inglesas, contra o encerramento de um Centro, é uma perspectiva aterradora, que deve ser evitada aumentando as margens do negócio. Previdente, adianta soluções: "Todos os motociclos acima dos 50 cm3 deveriam ser sujeitos a inspeção periódica. O objetivo é reduzir a sinistralidade".

 

Está coberto de razão. Porque se o legislador decidiu que "os motociclos acima dos 250 cm3 vão passar a ser sujeitos a inspeção obrigatória, tal com os ligeiros e os pesados na atualidade" não se percebe por que razão os motociclos com cubicagem inferior ficarão isentos - um veículo de duas rodas circulando a 20, ou 40, ou 80 km à hora é igualmente perigoso qualquer que seja a cilindrada.

 

Daí que Paulo, não lhe tendo escapado o escândalo dos reboques abaixo dos 3500 Kg e ainda os triciclos e quadriciclos acima dos 250 cm3, os tratores agrícolas e as máquinas industriais, tudo equipamentos que continuam isentos, deixou passar as bicicletas, que se estão tornando uma verdadeira praga e podem, no caso de os proprietários não conservarem os travões e os pneus nas adequadas condições, causar grandes danos à segurança rodoviária.

 

O caso das máquinas industriais é particularmente gritante: se não estiverem em boas condições podem não produzir os resultados que delas se esperam, facto do qual os responsáveis dos estaleiros não se apercebem, ao contrário dos inspectores da ANCIA, com a devida formação em retroescavadoras e martelos vibratórios.

 

Claro que, de longe em longe, algum estudo independente demonstra que não há qualquer garantia de que defeitos graves sejam detectados nas inspecções; que o estado de conservação dos veículos tem muito mais a ver com condições económicas dos proprietários do que com inspecções; e que não há nenhuma demonstração de que haja um ganho significativo para a segurança rodoviária em inspecções que têm uma componente marcadamente fiscal e obedecem a normas por vezes arbitrárias, quando não simplesmente cretinas.

 

Mas lá que Paulo faz bem o seu papel, que é defender o interesse dos seus associados a expensas dos cidadãos, embrulhando esse interesse na retórica da defesa de bens públicos - faz. E que o governo de Costa é o interlocutor ideal para este género de golpada - é.

 

publicado por José Meireles Graça às 13:14
link do post | comentar

Pesquisar neste blog

 

Autores

Posts mais comentados

177 comentários
16 comentários
10 comentários

Últimos comentários

Mas já era assim há dez, há vinte, há trinta...
Tem razão, mas o homem tem 94 anos ...
As sondagens não contam as opiniões da maioria dos...
É o que merecem os crentes -maioria dos cidadãos, ...
Perfeito

Arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Links

Tags

25 de abril

5dias

adse

ambiente

antónio costa

arquitectura

austeridade

banca

banco de portugal

banif

be

bes

bloco de esquerda

blogs

brexit

carlos costa

cartão de cidadão

causas

cavaco silva

cgd

comentadores

comunismo

cortes

costa

crescimento

crise

crise política

cultura

daniel hannan

daniel oliveira

deficit

descubra as diferenças

desemprego

desigualdade

dívida

educação

eleições autárquicas

eleições europeias

empreendedorismo

ensino

estado social

euro

europa

férias

fernando leal da costa

fernando ulrich

fiscalidade

fmi

francisco louçã

geringonça

gnr

governo

grécia

greve

impostos

irs

itália

jorge sampaio

jornalismo

jugular

justiça

lisboa

malomil

manifestação

marcelo

marcelo rebelo de sousa

mariana mortágua

mário nogueira

mário soares

mba

miguel relvas

obama

oe 2017

orçamento

pacheco pereira

passos coelho

paulo portas

pedro passos coelho

política

portugal

ps

quadratura do círculo

raquel varela

renzi

rtp

sampaio da nóvoa

saúde

sns

socialista

sócrates

syriza

tabaco

tap

tribunal constitucional

ue

união europeia

urbanismo

vasco pulido valente

venezuela

vítor gaspar

todas as tags

Gremlin Literário no facebook

blogs SAPO

subscrever feeds

Sitemeter